Uruguai aprova uso de derivados de cannabis como ingredientes alimentares

file

Este início de 2020 trouxe como novidade a aprovação de dois novos ingredientes alimentares derivados de sementes de cânhamo (variedade Cannabis sativa L.) no Uruguai, tornando-se o primeiro país da região latino-americana a aprovar o uso de derivados de cânhamo em alimentos, e não há dúvida de que foi um dos primeiros países a aprovar seu uso e consumo para fins medicinais e recreativos.

Por meio de dois decretos interministeriais, o Uruguai aprovou dois novos ingredientes para uso em alimentos derivados de sementes de cânhamo (variedade Cannabis sativa L.). O primeiro ingrediente aprovado é a proteína de sementes de cânhamo, obtida a partir de sementes de cânhamo industriais ou castanhas da variedade Cannabis sativa L., processando o restante do produto da extração de óleo. Além disso, foi aprovado o uso de óleo de semente de cânhamo obtido a partir de sementes ou noves de cânhamo industrial (variedade Cannabis sativa L.), sempre com um teor de THC (delta-9-tetra-hidrocanabinol) menor que 1% (p/p).

Foi demonstrado que o uso de derivados de sementes de cânhamo apresenta grande potencial para uso na indústria alimentícia, devido ao alto teor de ácidos graxos essenciais, como os ácidos linoléico, oleico, alfa-linolênico, entre outros ácidos graxos poli-insaturados. Seu uso como fonte de proteína vegetal também é reconhecido, pois possui muito completo de aminoácidos. Considera-se que aproximadamente 100 gramas de sementes de cânhamo contêm 31% de proteína e 49% de gordura.

Cabe ressaltar que, globalmente, o interesse no uso de derivados da cannabis (canabidiol - CBD) é uma das maiores tendências em ingredientes alimentares. Alguns exemplos são vistos no Canadá, que foi um dos primeiros países a aprovar seu uso em alimentos, na Austrália e na Nova Zelândia, e atualmente na União Europeia, onde é considerado um novo ingrediente.

Sobre EASStrategies

O EAS Strategies é um centro global de especialistas em consultoria regulamentar para a comercialização de alimentos, suplementos alimentares e matérias-primas. Do nosso escritório para a América Latina, localizado emBuenos Aires, Argentina, oferecemos cobertura com abrangência regional, abrangendo todos os países da região da América Latina. EASStrategiestambém possui escritórios em outras regiões, abrangendo os países da União Europeia, África, Oriente Médio,Oceania,Rússia, e Comunidade dos Estados Independentes (CEI) e países do Sudeste Asiático.

Matéria Exclusiva

Eugenia Muinelo
Gerente de Assuntos Regulatórios em EAS Strategies, América Latina