Notícias

Parceira da innovapack, ABRE reforça o papel da embalagem para a inovação

Em entrevista, Gisela Schulzinger, presidente da ABRE, ressalta a importância de colocar novas ideias em prática para a indústria de embalagens voltar a crescer na crise

Que o atual cenário político e econômico brasileiro não está favorável aos negócios, já é sabido. Para a Associação Brasileira de Embalagem (ABRE), no entanto, a oportunidade reside justamente no momento de pensar conjuntamente em inovação e soluções que atendam às demandas do mercado de embalagens no Brasil. A ocasião para esta reunião do setor é a primeira edição da innovapack, encontro inédito focado em design, tendências e inovação para a embalagem final de alimentos e bebidas do Brasil.

O evento já se beneficia de toda a credibilidade que a Food ingredients South America (FiSA) construiu ao longo de duas décadas no mercado, reunindo visitantes e compradores qualificados. Além disso, conta com a parceria da ABRE, que fomenta e valoriza a embalagem brasileira de maneira competitiva e sustentável para as empresas associadas e para a sociedade.

Na entrevista abaixo, Gisela Schulzinger, presidente da ABRE, fala sobre a importância da embalagem para a inovação e destaca a contribuição da innovapack para o atual cenário do mercado de embalagens alimentícias. Entre os pontos apontados por Gisela, está a necessidade de adaptação da indústria às mudanças recentes de comportamento de consumo.

O que a ABRE considera inovação?

Inovar não significa apenas criar algo, mas principalmente transformar a criação em algo desejável para as pessoas, tecnicamente viável e rentável para os negócios. Em cada segmento de mercado é possível trabalhar o chamado “pensamento inovador”. No caso de embalagem, precisamos pensar sempre na ponta final, ou seja, as criações têm que aliar função e significação para quem compra o produto. Entender esse cenário é o que vai fechar o círculo e levar à inovação.

Quais os principais desafios enfrentados pelos membros associados no momento e como a ABRE acredita que a innovapack contribuirá?

Estamos em um momento atípico do ponto de vista econômico e político. A indústria de embalagem como todos os segmentos, sentiu o impacto e o grande desafio é a retomada da confiança por parte da indústria/empresário para que o trabalho volte a fluir e os resultados sejam positivos. Um evento como a innovapack é sempre uma grande oportunidade para agregar conhecimento e trocar experiências. É o momento de renovar e ampliar repertório, ter contato com as mais recentes propostas de inovação e, principalmente, colocar em prática novas ideias.

Quais as principais tendências para embalagens da indústria alimentícia nos próximos anos, em termos de materiais e design?

Vemos algumas mudanças de comportamento de consumo nos últimos tempos, o que refletiu na indústria de embalagem. O consumidor busca praticidade e conveniência e, enquanto membros da cadeia produtiva, temos que estar atentos a esses movimentos para atender às necessidades e demandas do mercado. Tivemos um aumento da demanda, por exemplo, por embalagens porcionadas. Isso por conta da mudança no perfil das famílias. Também notamos um crescimento do consumo de produtos em trânsito, ou seja, como falamos, embalagens práticas.

Quais os materiais mais utilizados hoje nas embalagens para a indústria alimentícia e por quê?

A indústria como um todo tem demandado por tecnologias que aliem expectativas da cadeia produtiva às demandas de consumo. Entender e saber equalizar essa relação é o que vai determinar o material a ser utilizado nas produções de embalagens para o futuro.

Qual será a nova geração de materiais para esse mercado, na sua opinião?

Produtos com boa aplicabilidade produtiva, que aumentem o shelf-life dos produtos e que atendam às exigências de descarte e reciclagem já são as grandes buscas pelas empresas da cadeia de produção e pela sociedade. A embalagem precisa ser parte agregadora de todo esse ciclo de consumo. Materiais que forem parte deste cenário como um complemento serão os ideais.

Por que esse setor precisa inovar de forma constante?

Inovar significa estar de olho em tendências e nas demandas do mercado. Sempre que incorporamos a inovação ao nosso trabalho é porque vislumbramos necessidades e identificamos oportunidades de novos negócios. Inovar é estar antenado ao futuro, mas com atitudes no presente e isso nos mantém sempre na vanguarda das operações.

Qual a importância da innovapack para os designers e profissionais de pesquisa e desenvolvimento de embalagem, especialmente no momento econômico que enfrentamos?

É o momento de pensar junto em soluções e alternativas que atendam às demandas gerais e específicas do mercado. Contamos com o espaço da innovapack para promover intercâmbio de conhecimento que se tornarão ferramentas para iniciativas de novos negócios.

Design estratégico de marcas e embalagens é destaque da innovapack, única feira de inovação para embalagens da indústria alimentícia na América Latina

A innovapack terá dois espaços dedicados – Espaço Design e Packaging Innovations Gallery –para que fabricantes possam ver as novas tendências em design estratégico de marcas e embalagens, além de soluções criativas e inovadoras da indústria de alimentos do Brasil e do mundo. 

informa exhibition 01 branco

  

 

 

Filiada à     

 ubrafe branco

                             

                             

                             Contato

                             Política de Privacidade

                             Mapa do Site

                             Login Diretório

                             Credenciamento

          

            

 

                              

  

Newsletter

Eu aceito receber comunicações da promotora e de parceiros.
Sim, li e concordo com a política de privacidade