Notícias

Finalistas do Fi Innovation Awards apresentam as soluções de vanguarda da indústria alimentícia

Comitê técnico avaliou as concorrentes com base em técnica, embalagem, processo produtivo, impacto econômico, benefícios nutricionais e funcionais e sustentabilidade.

São Paulo, julho de 2016 – As empresas finalistas da edição 2016 do Fi Innovation Awards, a principal premiação nacional da indústria de ingredientes alimentícios e produtos alimentícios, foram definidas ontem em evento no Hotel Intercontinental, em São Paulo. Das 25 competidoras, as doze mais bem avaliadas concorrem nas categorias Produto Final Mais Inovador, Produto Final Funcional Mais Inovador, Ingrediente Alimentício Mais Inovador e Ingrediente Funcional Mais Inovador. As vencedoras serão conhecidas em premiação no dia 23 de agosto, às 20h, no primeiro dia da Food ingredients South America (FiSA), no Transamerica Expo Center, em São Paulo.

Na categoria Produto Final Funcional Mais Inovador, as competidoras são Sanavita, RTK e Capsugel, que apresentaram o pó para o preparo de bebida para dietas com ingestão controlada de açúcares, à base de beterraba; o óleo de pequi em cápsulas; e o suplemento feito com óleo de Krill, respectivamente.  Os melhores avaliados como Produto Final Mais Inovador são o frango temperado resfriado da JBS; o queijo azul com nozes e damasco, mais palatável para brasileiros, da Laticínios Cruziliense; e as mostardas cervejeiras à base dos ingredientes naturais da cerveja da Brewer Chef Co.

Já nas categorias de ingredientes, os funcionais mais inovadores foram o OPTISHARP™, zeaxantina obtida de fonte natural da DSM, e o Complemento Nutricional Funcional (CNF), fonte de proteína vegetal da planta ora-pro-nobis, da Proteios. A Ingredion foi classificada em ambas, com o funcional VERSAFIBETM 2480, amido resistente modificado com fibra insolúvel obtida pela modificação de amido de milho com alto teor de amilose, e o alimentício VITESSENCE™ Pulse, que oferece farinhas proteicas de diferentes leguminosas. A Cargill está concorrendo com o alimentício Lévia+e, desenvolvido para satisfazer uma demanda crescente do mercado por produtos mais saudáveis.A IFF também está no páreo, com o aromatizante Cocoa Extender.

Participaram do comitê técnico profissionais da indústria alimentícia, entidades de classe, como Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos (sbCTA), Bureau Soluções e Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e de Bebidas não Alcoólicas (ABIR), e a professora Glaucia Pastore, da Universidade Estadual de Campinas. Os especialistas avaliaram técnica, benefícios nutricionais e funcionais, embalagem, processo produtivo, impacto econômico e sustentabilidade.

A 20ª edição da FiSA será realizada de 23 a 25 de agosto no Transamerica Expo Center, em São Paulo. São esperados mais de 10.500 visitantes, que poderão conferir as novidades de 700 marcas expositoras de 42 países.

Confira as inovações das empresas finalistas:

Produto Final Mais Inovador

JBS/Seara

A JBS/Seara concorre com o “Frango Assa+Fácil”. Temperado com manteiga de ervas e resfriado, é produzido com tecnologia inovadora que permite assar o frango na própria embalagem, direto da geladeira para o forno, sem trabalho e sem sujeira na cozinha. No forno, quando o produto está pronto, a embalagem abre levemente na lateral, liberando o vapor e garantindo máxima suculência e sabor. Além disso, este produto reduz o consumo de embalagens e descarte de resíduos, colaborando para o meio ambiente.

Laticínios Cruziliense

A empresa Queijos Cruzília (MG), concorre na categoria de “Produto Final Mais Inovador” com o Queijo Santo Casamenteiro - queijo azul com nozes e damasco, que tem como diferenciais a receita, a combinação de ingredientes e a apresentação, criando uma nova categoria de produto. Na formulação do queijo azul a diferença é o incremento de 6% creme incorporado ao leite. No conjunto, é um produto que agrega dois queijos de diferentes famílias (queijo azul e cream cheese) às nozes e damascos, em perfeito equilíbrio de texturas e sabores.

“Foi um desenvolvimento desafiador que alia a boa e secular tradição queijeira mineira com tecnologias modernas de produção. Após várias discussões, o Ministério da Agricultura permitiu que o queijo base, um queijo de mofo tipo gorgonzola, pudesse ser chamado por uma denominação brasileira 'Queijo Azul’, de inspiração dinamarquesa, mas com um inovador toque de brasilidade, que lhe permitiu o sobrenome Azul de Minas. Desenvolvemos o processo para que nosso queijo pudesse ter esse percentual maior de creme de leite, além de adicionarmos em camadas e no acabamento, o damasco e as nozes, para suavizar e inovar na textura e no sabor”, diz Luiz Sérgio Medeiros de Almeida, diretor industrial da Queijos Cruzília.

Brewer Chef Co.

A empresa, especializada em desenvolvimento de alimentos gourmet, trouxe para dentro de produtos alimentícios os ingredientes naturais da cerveja: o malte de cevada e o lúpulo. A linha de Mostardas Cervejeiras concorre ao prêmio. O dulçor do malte com o tempero do lúpulo agregam naturalmente aos produtos valores nutricionais, propriedades antioxidantes, conservantes e novas percepções gustativas em cada fase do paladar.

As Mostardas Cervejeiras foram lançadas em parceria com a cervejaria Bohemia e têm ingredientes como lúpulo e malte de cevada. Estão disponíveis os modelos Pale Ale, Witbier e Stout, inspirados nas categorias de cervejas do mesmo nome. Os três podem ser adquiridos em um kit ou avulsos.

Produto Final Funcional Mais Inovador

Sanavita

Fundada em 1984 e localizada em Piracicaba (SP), a Sanavita é especializada em alimentos saudáveis e possui uma linha com mais de 100 produtos, disponíveis em mais de 5 mil pontos de vendas espalhados por todo o país. A empresa concorre ao Fi Innovation Awards com o pó para o preparo de bebida para dietas com ingestão controlada de açúcares Oxy Beet. O produto foi desenvolvido em parceria com a empresa Speedo e testado por atletas olímpicos, tendo recebido o selo da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) na embalagem.

O Oxy Beet é indicado para atletas amadores e de alta performance, de vários tipos de modalidades esportivas, que necessitam de suporte para atividades do tipo explosion, sendo próprio para consumo pré-treino em esportes como Atletismo, Body Pump, Corrida, Ciclismo, Crossfit, Esportes de Equipe, Fisiculturismo, Jump, Ironman, Lutas, Maratonas, Musculação, Natação, Skate, Surf, Tênis, Triathlon e a dança de academia Zumba, entre outros.

O produto é formulado à base de beterraba, associada à maltodextrina, um carboidrato de rápida absorção, guaraná (fonte de cafeína, que ajuda o desempenho dos atletas), gengibre (que possui ação anti-inflamatória, diminuindo as dores causadas pelo exercício), vitaminas e minerais específicos, que atuam sinergicamente, aumentando a resistência, reduzindo a fadiga e auxiliando a recuperação muscular. De acordo com a Sanavita, a suplementação com beterraba tem se mostrado eficaz no aumento da performance dos atletas, uma vez que é uma excelente fonte de açúcares de rápida absorção, bem como uma fonte natural de nitrato, que se converte em óxido nítrico, um vasodilatador muito potente. Em atividades esportivas isso se reflete em um aumento da resistência à fadiga e permite que o tempo de treino se estenda, retardando a exaustão e ajudando a recuperação muscular. A fórmula garante ainda um bom aporte de vitaminas e minerais específicos, capazes de auxiliar a captação de glicose pelas células e promover a síntese de células vermelhas do sangue, entre outras ações. Uma porção equivale a aproximadamente 100g de beterraba in natura.

RTK Indústria de Cosméticos e Alimentos Funcionais

A RTK é finalista da categoria como óleo de pequi em cápsulas produzido por sua marca Naiak. Ele foi desenvolvido pela própria RTK, em parceria com a Universidade de Brasília (UnB), após 18 anos de trabalho, sob coordenação do biólogo César Koppe Grisólia, professortitular, pesquisador do Instituto de Ciências Biológicas e coordenador do Laboratório de Genética da UnB. Rico em compostos antioxidantes e anti-inflamatórios, o óleo de pequi passou por diversos estudos científicose, quando analisado em atletas, demonstrou efeitos benéficos contra a oxidação do corpo. Foram verificados ainda benefícios referentes à proteção cardiovascular, prevenção de aterosclerose e redução de pressão arterial.

“O extrato com o óleo de polpa de pequi apresenta propriedades nutracêuticas, ou seja, melhora certas condições fisiológicas, como a cardiovascular. Além disso, tem propriedades antioxidantes que protegem o organismo conta processos degenerativos crônicos”, explica Grisólia. O pequi contém diversos antioxidantes como carotenóides, vitamina C e compostos fenólicos, e sua composição de ácidos graxos é representada principalmente pelo Ômega 9 (51,37 a 55,87%) e palmítico (35,17 a 46,79%). O produto obtido pelo fruto do cerrado já rendeu mais de dez artigos científicos, duas teses de doutorado e uma de mestrado. A tese de doutorado, desenvolvida por Ana Luisa Miranda Vilela, apontou que, em doses adequadas, o óleo de pequi tem potencial para ser usado como adjuvante na quimioterapia do câncer, na forma de suplemento na dieta, o que demanda mais estudos.

Capsugel

A Capsugel, líder mundial na fabricação de cápsulas duras e de soluções inovadoras orais, concorre na categoria com KRIAM e PREST. O produto foi lançado este ano e é feito à base do óleo Superba Krill. De acordo com a Capsugel, o óleo de Krill é, por si só, alternativa única na administração de EPA e DHA por ser um fosfolipídeo, permitindo assim maior biodisponibilidade ou absorção dos ácidos graxos. Além disso, ele é envasado a partir da tecnologia LICAPS, processo exclusivo e patenteado, que isola o nutriente da oxidação (extremamente nocivo à integridade do óleo de Krill), garantindo estabilidade e manutenção de funcionalidade. Segundo a empresa, o produto ainda evite o refluxo indesejado das terapias tradicionais de ômega e proporciona menor odor e gosto residual.

Ingrediente Alimentício Mais Inovador

Cargill

A Cargill, com escritório em São Paulo, concorre na categoria “Ingrediente Alimentício Mais Inovador” com a solução Lévia+e, desenvolvida com o objetivo de satisfazer uma demanda crescente do mercado por produtos mais saudáveis. Com tecnologia patenteada e desenvolvida no Brasil, esse ingrediente possibilita a redução dos teores de gorduras saturadas sem aumento dos teores de gorduras trans em produtos que requerem estrutura, ideal para aplicação em recheios de biscoitos, panetones, bolos, sorvetes, recheios de bombons dentre outras. Seu teor de saturados pode variar de 25 a 35%, dependendo da aplicação, enquanto outras soluções existentes no mercado têm valores que variam entre 65% a 45%. O novo ingrediente possibilita o uso de claims nutricionais, mantém o sensorial dos produtos e não possui gordura parcialmente hidrogenada.

Ingredion

Na categoria “Ingrediente Alimentício Mais Inovador”, a Ingredion concorre com a marca VITESSENCETM Pulse, que oferece farinhas proteicas de diferentes leguminosas. Entre elas, farinha de grão de bico, lentilha, ervilha e fava, quepossuem alto conteúdo de proteína e fibra, e baixo teor de gordura. As farinhas VITESSENCETM possibilitam ao consumidor final ter acesso a produtos mais nutritivos, como fonte ou ricos em proteína e/ou fibra, sem glúten, com a possibilidade de eliminação de fontes proteicas alergênicas como ovos e leite. Vale dizer que o cultivo das leguminosas dispensa o uso de fertilizantes, já que estas variedades têm a capacidade de produzir o nitrogênio necessário para seu desenvolvimento. A linha VITESSENCETM Pulse pode ser utilizada em produtos lácteos, de panificação, massas, molhos e snacks.

Ingrediente Funcional Mais Inovador

DSM

A DSM tem atividades globais baseadas na ciência, nas áreas de saúde, nutrição e materiais, e é líder no desenvolvimento e síntese de vitaminas há mais de 70 anos. A empresa concorre com o inovador OPTISHARP™ Natural Zeaxanthin, zeaxantina obtida de fonte natural.

O OPTISHARP™ Natural Zeaxanthin é a primeira zeaxantina de origem natural extraída da flor da Tagetes erecta por meio de métodos tradicionais de cultivo da planta e de suas sementes sem modificação genética. Dessa forma, o ingrediente contém naturalmente uma concentração de zeaxanthina muito superior à habitual e, em particular, superior à concentração de luteína.

Ingredion

A empresa, que foi campeã em 2014 nessa categoria, concorre com o VERSAFIBETM 2480 amido resistente modificado, produzido no Brasil. Trata-se de uma fibra insolúvel obtida pela modificação de amido de milho com alto teor de amilose, facilmente incorporada em produtos de panificação como pães, bolos, massas e biscoitos. VERSAFIBETM viabiliza produtos com teores de fibra superiores aos usuais, tanto pelo baixo impacto na reologia e maquinabilidade da massa, quanto pela tolerância digestiva em relação a uma grande variedade de fibras disponíveis no mercado, especialmente as solúveis.

Proteios Nutrição Funcional

A Proteios Nutrição Funcional, de Ribeirão Branco (SP), concorre na categoria “Ingrediente Funcional Mais Inovador” com seu Complemento Nutricional Funcional. De acordo com a empresa, essa fonte de proteína vegetal é baseada na planta ora-pro-nobis, da nossa biodiversidade, apresentando  boa resposta na formulação de novas receitas industriais, para salgados, doces e algumas bebidas. O CNF é utilizado com o objetivo de melhorar o perfil nutricional de produtos alimentícios industrializados que usam matérias-primas abundantes em algumas épocas do ano, mas que são pobres em nutrientes. Além disso, esse ingrediente entra na utilização como espessante de algumas formulações, acrescenta antioxidantes e fibras em produtos finais e torna mais apetitosos sorvetes e doces, graças a contribuição com a cor e a textura em suas massas.

Serviço:

Fi Innovation Awards

Data: 23/08

Horário: a partir das 20h

Local: Transamerica Expo Center

Av. Dr. Mário Villas Boas Rodrigues, 387 – Santo Amaro – São Paulo (SP)

 

Carolina Mendes – (11) 3030-9436

carolina.mendes@2pro.com.br

Marina Maciel – (11) 3030-9460

marina.maciel@2pro.com.br


 [W1]A IFF pediu para não ser citada, pois todas as comunicações devem passar pela matriz e a aprovação toma um tempo. Vale checar se só mencionar a solução também entra na regra.

informa exhibition 01 branco

  

 

 

Filiada à     

 ubrafe branco

                             

                             

                             Contato

                             Política de Privacidade

                             Mapa do Site

                             Login Diretório

                             Credenciamento

          

            

 

                              

  

Newsletter

Eu aceito receber comunicações da promotora e de parceiros.
Sim, li e concordo com a política de privacidade