Notícias

Previous Next

SE VOCÊ É O MAIS ESPERTO DO GRUPO, ENTÃO MUDE DE GRUPO!

Nos últimos meses tenho tido oportunidade de conhecer e interagir com profissionais de diferentes especialidades e que atuam nos mais diversos segmentos do mercado. Eles são profissionais de saúde, empresários, profissionais ligados ao setor de tecnologia, direito, marketing, neurociência, treinamento e desenvolvimento, terapias holísticas e espiritualistas. A lista é bem extensa e as correlações existentes entre eles pode não parecer muito clara para você que está lendo este artigo, mas acredite, elas existem.

Neste período, além de expandir exponencialmente minha rede de relacionamento, tenho expandido também minha consciência diante das inúmeras oportunidades e possibilidades existentes em um mercado que sofre constantes mutações, o de consumo. De uma forma ou de outra, somos todos consumidores de algo e, interagindo com esses profissionais saio facilmente da minha zona de conforto, sou obrigado a aprender novos termos, incentivado a buscar mais informações a respeito de um determinado assunto, a aprender e, com isso, novas sinapses são estabelecidas em meu cérebro e novas abordagens são adotadas por mim e minha equipe nos negócios em que estou envolvido.

Pode parecer estranho, mas quando sinto que não domino os assuntos que são discutidos em um grupo de pessoas no qual estou inserido, me sinto feliz, satisfeito e motivado. Por que isso acontece? Bem, porque busco adotar, em todas as minhas práticas, desde muito cedo, uma mentalidade de crescimento e, dessa forma, quando saio da minha zona de conforto e desafio meus modelos de mundo, passo a encarar as adversidades como desafios, elimino toda e qualquer possibilidade de vitimismo e passo a assumir uma atitude mais ativa e positiva diante de tudo e de todos.

Com essas interações também aprimoro e desenvolvo novas habilidades interpessoais, como a empatia, a resiliência e a negociação. São alguns exemplos, de uma lista infinita de possibilidades e, como disse, de oportunidades para você, para sua carreira, seus negócios e relações.

Existe um ditado que afirma que somos a média das cinco pessoas com quem mais convivemos. Tenho minhas dúvidas em relação a isso, mas se existir um fundo de verdade nessa afirmação, por que não aumentar a média, não é mesmo?

Procure andar com pessoas mais inteligentes, mais bem relacionadas, mais ousadas, mais humoradas. Busque se relacionar com os melhores de cada área, aprenda com cada pessoa, com cada relação, adapte-se e adapte tudo o que captar e for positivo para a sua realidade, sua vida, seus negócios e crie, a partir de então, um modelo de mundo de sucesso que será nutrido, continuamente pela sua própria mentalidade de crescimento.  

Agora faça uma análise, você é ou tem sido o mais esperto dos grupos com os quais se relaciona? Você tem aprendido algo positivo e aplicável a sua vida pessoal e profissional com as pessoas com quem convive? Caso positivo, parabéns, você está no caminho certo e tem se desafiado, interagindo com pessoas com habilidades e conhecimentos diferentes daqueles que você domina. Agora, se a resposta for negativa, acho que é o momento de mudar de grupo. 

Eduardo Araújo – Consultor de Marketing e Comunicação para a Indústria de Alimentos e Bebidas, Nutracêuticos e Ingredientes Funcionais.

informa exhibition 01 branco

  

 

 

Filiada à     

 ubrafe branco

                             

                             

                             Contato

                             Política de Privacidade

                             Mapa do Site

                             Login Diretório

                             Credenciamento

          

            

 

                              

  

Newsletter

Eu aceito receber comunicações da promotora e de parceiros.
Sim, li e concordo com a política de privacidade