Notícias

Previous Next

Produtos da Sadia que utilizam blockchain já estão disponíveis na rede Carrefour

O Carrefour está de olho em como a blockchain pode auxiliar na rastreabilidade de seus produtos e garantir ao consumidor mais transparência na escolha daquilo que ele deseja retirar da gôndola e levar para sua casa. Seguindo este conceito de “garantia de origem”, a rede mundial de hipermercados utiliza hoje uma ferramenta baseada em blockchain, em parceria com a IBM, para monitorar os produtos do programa “Garantia de Origem”, da marca Carrefour, que inclui leite, carnes, frutas, legumes e verduras. Atualmente, fazem parte desse programa 160 itens, produzidos por 40 fornecedores da rede varejista.

“Em certa medida, esse sistema com informações criptografadas já faz uso do blockchain, ao garantir a integridade dessas informações de monitoramento dos produtos”, diz Paulo Pianez, diretor de responsabilidade social e sustentabilidade do Carrefour do Brasil.

Já na cadeia de carnes, como revela o jornal Valor Econômico, está em curso um projeto piloto junto com a gigante mundial e líder na ramo de carnes BRF para aplicação da blockchain na cadeia de suprimentos de carne branca, como frango.

Também por meio de uma parceria com a IBM, utilizando a plataforma Hyperledger Fabric, já está disponível nas prateleiras do Carrefour o lombo congelado da Sadia que usa blockchain para obter informações sobre o alimento. Na embalagem, um QR code permite que o consumidor cheque a fábrica de origem daquele produto, data de produção, embalamento e transporte, além da sua validade. Qualquer irregularidade na fabricação ou na distribuição poderá ser detectada pelo cliente.

“A BRF e o Carrefour estão otimistas com o potencial da tecnologia blockchain para trazer mais visibilidade ao atendimento à conformidade e qualidade dos processos”, explica Regina Nori, líder de soluções técnicas da IBM Brasil.

De acordo com reportarem da Isto É Dinheiro, na primeira etapa desse projeto fará parte do controle o processo de fabricação, desde a chegada da matéria-prima às fábricas da BRF, até o momento em que o produto é colocado na prateleira do Carrefour. Um dos problemas que pode acontecer nesse processo, por exemplo, é o caminhão do transporte ter um problema de refrigeração e perder a temperatura de armazenagem. Por meio do uso da lógica de Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês), os sensores automaticamente alertam os responsáveis pelo controle, que são orientados a reter a carga. Caso os sensores sejam desligados, eles também são avisados. A blockchain impede que os gestores ignorem o problema.

FONTE: Criptomoedas Fácil

ubm white

  Conectando pessoas e o mercado global

 

UBM: uma das maiores empresas do mundo em mídia de negócios

Nos mais de 30 países onde realiza seus eventos, a UBM constrói relacionamentos duradouros com especialistas e players do mercado e gera oportunidades que alavancam e fomentam o desenvolvimento da indústria local em âmbito global. Ler Mais

 

Filiada à     

 ubrafe branco

                             

                             UBM Brazil

                             Contato

                             Política de Privacidade

                             Mapa do Site

                             Login Diretório

                             Credenciamento

          

            

 

                              

  

Newsletter

Eu aceito receber comunicações da promotora e de parceiros.
Sim, li e concordo com a política de privacidade