Notícias

A mudança nas refeições ao redor do mundo

A mudança nas refeições ao redor do mundo

De acordo com o novo relatório da Euromonitor, How We Eat: The Changing Face of Global Mealtimes, os hábitos alimentares do mundo estão passando por profundas mudanças, deixando de lado as refeições em família para um padrão mais fragmentado e flexível que engloba várias pequenas refeições ao dia, normalmente a caminho do trabalho e sem companhia.

Café da manhã é a refeição mais esquecida do dia

Segundo a pesquisa, o café da manhã é frequentemente esquecido ou consumido no trajeto para o trabalho ou escola. Já o almoço é a refeição mais fixa do dia, pois está alinhada com o horário de pausa do trabalho/escola.

A China é o país que possui um padrão mais rígido de alimentação com quase 80% das pessoas entrevistadas pela Euromonitor afirmando consumir o café da manhã entre 6 e 8 horas da manhã. Em contraste, o Brasil apresenta o padrão mais casual para esta refeição: os brasileiros afirmaram consumir os snacks tanto quanto as refeições completas pela manhã.

Fisa.png

Fonte: Euromonitor International

Snacks começam a substituir as refeições completas

Embora os hábitos alimentares ainda sejam fortemente influenciados pela cultura local, as pessoas estão cada vez mais preferindo pequenos lanches ao longo do dia no horário que lhe for mais conveniente. Isto vem aumentando a importância dos snacks, que agora precisam atender as demandas nutricionais das refeições e não somente ser um petisco entre refeições. “Os padrões globais de alimentação claramente indicam que os snacks estão se tornando tão importantes e frequentes quanto as refeições tradicionais”, comenta Westbrook.

A pesquisa Euromonitor indica que o pico do consumo dos snacks acontece normalmente às 11 horas da amanhã e entre 16 e 17 horas no período da tarde. Segundo Westbrook, as refeições estão mais fragmentadas. “As mudanças globais no estilo de vida das pessoas vêm influenciando a troca das três refeições diárias por outras menores, mas mais frequentes”, comenta.

A pesquisa da Euromonitor deixa claro que, na maioria dos países pesquisados, as pessoas estão se permitindo estilos de vidas mais personalizados às suas necessidades. Alimentar-se ao longo do dia, fora de casa, a caminho para o trabalho e sem companhia são tendências globais. “Não é suficiente que as empresas de alimentos se preocupem somente com os hábitos das refeições, elas precisam também entender as tendências de saudabilidade, do interesse dos consumidores por sabores exóticos e a busca deles por uma experiência diferenciada. Refeições prontas de baixa qualidade, como batata chips, não são suficientes para atender as expectativas do consumidor”, finaliza Westbrook.

Para mais informações, baixe o relatório na íntegra aqui: How We Eat: The Changing Face of Global Mealtimes.

Matéria exclusiva dispobilizada por Euromonitor International

informa exhibition 01 branco

  

 

 

Filiada à     

 ubrafe branco

                             

                             

                             Contato

                             Política de Privacidade

                             Mapa do Site

                             Login Diretório

                             Credenciamento

          

            

 

                              

  

Newsletter

Eu aceito receber comunicações da promotora e de parceiros.
Sim, li e concordo com a política de privacidade